quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Puxa-me!

Puxa-me!
Puxa-me para ti
E guia-me por entre os caminhos da paixão!

Faz-me levitar nas asas do amor
E encontra-te comigo
Naquele grito sentido
E que revolta o mundo
Como um furacão descontrolado
...

Puxa-me!
E descobre comigo o que é viver
O que é amar
O que é sonhar
O que é ter prazer,
Por entre gestos
Por entre mimos
Por entre aquele olhar que trocamos
E que faz parar o tempo
Na eternidade de um momento.

Sem comentários: