segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Naquela manhã...


Naquela manhã
Tu sussurraste ao meu ouvido
Palavras de amor
De desejo
De paixão
...
Naquela manhã
Tu possuíste-me
Sem pudor
Sem tabus
Com a força da excitação
...
Naquela manhã
Ousaste unir os nossos corpos
As nossas almas
As nossas emoções
Com o Sol e o Mar
Como testemunhas
...
Amo-te!