sábado, 27 de dezembro de 2008

Aquela emoção

Abraço-te
Na ânsia de te prender a mim
De uma vez,
Para sempre
Numa união de corpos
Suados
Sedentos de desejo
Que se reencontram nas asas da paixão
E voam pelo céu da imaginação
Em busca daquela emoção
Única
Extasiada
Daquela emoção
Que renasce a cada beijo
A cada toque
Daquela emoção
A que se dá o nome de
Amor!